ACESSE O PORTAL WWW.PAGINA1PB.COM.BR

» » » Qualidade da água tem leve melhora em CG e ainda divide opinião da população


A chegada das águas da transposição do São Francisco em Campina Grande e o aumento de volume do açude Boqueirão, que abastece o município, melhorou, mesmo que em pequena escala, o abastecimento, segundo relato dos moradores. Porém, a qualidade da água ainda é questionada. 

Funcionária de um supermercado no Centro de Campina Grande, Lúcia Helena contou que após a chegada da transposição percebeu que o racionamento vem diminuindo, mas afirmou que ainda não tem confiança na qualidade da água.

“A água está chegando por mais dias nas casas já que o racionamento diminuiu. Mas, a água ainda vem amarelada até por isso continuo cozinhando com água mineral. Não tenho confiança ainda”, disse Lúcia Helena.

Secretário de uma escola particular, Guilherme Oliveira também notou melhora na distribuição da água, mas relatou problemas com o gosto e a cor da água.

“Tem melhorado bastante o abastecimento porque estamos com mais dias com água, só que ainda sinto um leve gosto na água e a cor também é barrenta”, disse o secretário.

Na internet, a população também relatou melhorias no abastecimento após a recuperação de volume do açude Boqueirão.

“Bem melhor, acho que melhorou 30%”, disse o internauta Carlos Mega, enquanto Josimar Costa relatou melhora no ‘sabor’ da água “A qualidade não sei, mas o sabor sim”.

Contrário aos relatos de melhoria, o vendedor de uma sorveteria no Centro de Campina Grande, Elvis Almeida, afirmo que só vai notar melhorias após o fim do racionamento.

“Ainda estamos com racionamento, não melhorou muito não. Só vou dizer que melhorou quando o racionamento acabar. A água ainda vem com cor estranha. Aqui na sorveteria fabricamos o produto com água mineral por não estarmos confiantes na água de Boqueirão”, contou o vendedor.

Situação atual de Boqueirão

De acordo com dados da Agência Estadual de Gestão das Águas da Paraíba (Aesa), o açude de Boqueirão registrou, nesta quarta-feira (7), volume de 24,3 milhões de metros cúbicos (m³), ou 5,9% do total de 411,6 milhões de m³ que pode armazenar.

Com a transposição, o manancial vem ganhando pouco mais de 300 mil m³ de água por dia, o que representou um salto de 14,1 milhões de m³ em abril, mês da chegada da transposição, para os 24,3 milhões de m³ atuais.


Edson Pereira

O Portal Fala Prefeito é um projeto de caráter informativo e dedicado a trazer a nossos leitores de forma universal e multilíngue, estabelecido na internet sob o princípio da responsabilidade, a informação.
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário :