ACESSE O PORTAL WWW.PAGINA1PB.COM.BR

» » » Aduepb diz que Governo pode contar com a categoria se houver irregularidades na UEPB

O presidente da Associação dos Docentes da Universidade Estadual da Paraíba (Aduepb), Nelson Júnior, comentou sobre a situação da greve dos professores e da situação financeira da instituição.

Nelson esclareceu que pela lei de autonomia da UEPB o orçamento do ano vigente não pode ser inferior ao do ano anterior e que o governo do Estado tem clareza disso.

Segundo ele, o governo faz a leitura própria da lei e vai aplicando e a UEPB faz outra interpretação, de acordo com a lei de autonomia.

– Um ponto claro na lei: a UEPB não pode ter menos de 3% de repasse da receita ordinária do Estado. O que acontece é que há duas leituras de receita ordinária. O governo trabalha com uma e a UEPB com outra. Ou seja, em um médio prazo, a justiça vai ter que decidir o qual é a leitura de receita ordinária – pontuou.

O professor ponderou que a categoria solicitou ao reitor Rangel Júnior que dentro do orçamento mínimo de R$ 307 milhões, que a UEPB deve receber até o fim do ano, seja feito um estudo para atender as demandas salariais dos docentes.

Foto: Paraibaonline
Foto: Paraibaonline

Ele comentou que o estudo foi feito e que dentro do orçamento de R$ 290 milhões que tem sido colocado para a UEPB isso não seria possível, mas que se o governo cumprir com o orçamento de R$ 307 milhões, cerca de R$ 10 milhões seria destinados às demandas salariais dos servidores.

– Tínhamos conversado com a equipe do governo sobre essa perspectiva dos R$ 307 milhões e ontem à tarde tínhamos uma audiência com o secretário Waldson de Souza, mas não foi possível a conversa. O chefe de gabinete se prontificou conosco de remarcar a reunião para o inicio da próxima semana – explanou.

Nelson também comentou sobre a conversa que teve com o governador Ricardo Coutinho, durante uma reunião do orçamento democrático, e disse que o gestor criticou questões relacionadas ao funcionamento da UEPB,como a questão da folha de pessoal.

O docente destacou que o debate deve ser feito em uma conversa entre o governo e a reitoria, que, segundo ele, só se enfrentam através da imprensa.

– A Aduepb não vai ser utilizada por uma guerra nem por um lado e pelo outro. O governador tem razão em algumas cobranças que faz. Mas, a questão se resolve na mesa entre o governo do Estado e a Reitoria. O que eu disse para o governador foi que ele sentasse com a Aduepb e avançasse no diálogo, e o que tiver de irregularidade ele pode contar com a Aduepb […] O que queremos é avançar na pauta. O que não pode é o governador e o reitor fazerem esse debate pela imprensa. É necessário sentar e encontrar saídas. Se há irregularidades elas devem ser sanadas – externou.

Por fim, Nelson convidou a categoria para mais uma assembleia, que acontece nesta quinta-feira, 08, e salientou que não há indicativo para a greve acabar no momento.

– Não vejo clima para um retorno nesta quinta-feira. Esperamos avançar um pouco mais – finalizou.

Edson Pereira

O Portal Fala Prefeito é um projeto de caráter informativo e dedicado a trazer a nossos leitores de forma universal e multilíngue, estabelecido na internet sob o princípio da responsabilidade, a informação.
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário :