ACESSE O PORTAL WWW.PAGINA1PB.COM.BR

» » » Receita Federal: definida a demanda do concurso



Formular um pedido “bastante realista” foi a estratégia adotada pela Receita Federal na elaboração da demanda do concurso, já encaminhada ao Ministério da Fazenda. O objetivo é possibilitar que a proposta seja atendida. A solicitação do concurso foi apenas para os cargos de assistente técnico-administrativo, de nível médio, e analista técnico-administrativo, de nível superior, pertencentes à área de apoio. Com requisito apenas do ensino médio completo, o cargo de assistente técnico-administrativo proporciona remuneração inicial de R$4.137,97, já incluindo o auxílio-alimentação, de R$458. Para analista técnico-administrativo, a exigência é o ensino superior completo em qualquer área e os iniciais são de R$5.490,09. Em ambos os casos, as contratações são pelo regime estatutário, que garante a estabilidade.
A expectativa é de que a maior procura seja pelo cargo de assistente técnico-administrativo, também conhecido como ATA. Além do perfil mais abrangente e da alta remuneração, a função poderá contar com a maior parte das vagas do concurso.
Saiba o que priorizar nos estudos
A disputa, por isso, promete ser acirrada. E, certamente, saem na frente aqueles candidatos que conhecem as regras do jogo. É importante estar por dentro dos critérios para a aprovação e do peso de cada disciplina, o que permite um plano de estudo bem elaborado, priorizando as matérias que, no fim, fazem a diferença.
O último concurso para assistente técnico-administrativo aconteceu em 2014, sob organização da Esaf, que realiza os concursos no âmbito do Ministério da Fazenda. De acordo com esse edital, o mais indicado por especialistas para ser usado como parâmetro, a constatação é de que Língua Portuguesa foi a disciplina com maior quantidade de pontos da prova objetiva, única etapa da seleção. De um total de 20 questões, além de peso dois atribuído a cada item, a matéria representou 40 (33,33%) dos 120 pontos totais da avaliação.
Na sequência, a segunda disciplina com maior representatividade foi Matemática e Raciocínio Lógico, com dez questões de peso dois, totalizando 20 pontos (16,66%).
As demais disciplinas equivaleram a 8,33% (dez pontos de 120) da prova, com Conhecimentos de Informática e Atualidades tendo dez questões de peso um cada, e cada uma das matérias de Conhecimentos Específicos (Gestão de Pessoas e do Atendimento ao Público, Ética do servidor na Administração Pública, Administração Pública Brasileira e Regime Jurídico dos Agentes Públicos) contando com cinco questões de peso dois.

Peso das matérias e desempenho mínimo
Infográfico Receita
Língua Portuguesa também liderou o ranking referente à pontuação mínima necessária em cada disciplina, demandando, no mínimo, 16 dos 40 pontos da matéria (40%). Em seguida, vieram Matemática e Raciocínio Lógico (seis pontos de 20) e Atualidades (três pontos de dez), com exigência de aproveitamento de pelo menos 30%. Nas demais disciplinas, foi preciso obter pelo menos dois dos dez pontos possíveis (20%).
Os candidatos que atingem o desempenho mínimo ganham a expectativa da convocação ao longo da validade do concurso, possivelmente de até dois ou até quatro anos. Claro que para aumentar as chances dessa convocação é necessário ir além dessas pontuações. E uma boa estratégia é se antecipar à divulgação do edital, baseando-se no programa do último concurso. Então, aos estudos!

Folha Vitória 

Edson Pereira

O Portal Fala Prefeito é um projeto de caráter informativo e dedicado a trazer a nossos leitores de forma universal e multilíngue, estabelecido na internet sob o princípio da responsabilidade, a informação.
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário :