» » » Cagepa garante que água da transposição pode ser consumida pelos paraibanos


Recentemente, o Ministério Público Federal (MPF) fez recomendações aos paraibanos, em especial aos moradores das cidades próximas ao Açude de Poções, Camalaú e leito do rio Paraíba, que não consumam a água de forma bruta e que estão em canais, devido à incerteza técnico-científica acerca da qualidade da água.
O gerente regional da Cagepa, Ronaldo Meneses, explicou que a Cagepa realizou análises da água coletada no canal da transposição, no município de Monteiro, e nos açudes São José, Poções e Camalaú.
Foto: Paraibaonline
– Os resultados atestam que a água tem condições de se tornar potável, ou seja, após passar pelas etapas do tratamento convencional, a mesma pode ser consumida pela população. Os dados dos resultados serão enviados ao Ministério Público Federal. Informamos ainda que a Cagepa não é responsável pelo monitoramento da água bruta ao longo do rio. A Cagepa é responsável pela captação, tratamento e distribuição de água nas comunidades as quais ela é responsável pelo abastecimento – esclareceu.
Meneses frisou que a água do rio São Francisco, ao escoar pelo rio Paraíba, vai assumindo as características locais, principalmente, do solo.

Edson Pereira

O Portal Fala Prefeito é um projeto de caráter informativo e dedicado a trazer a nossos leitores de forma universal e multilíngue, estabelecido na internet sob o princípio da responsabilidade, a informação.
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário :