Páginas

Manoel Ludgério afirma que tem expectativas na presidência da ALPB

Foto: Paraibaonline
O deputado estadual Manoel Ludgério (PSD) afirmou que está concentrado em participar ativamente da campanha do segundo turno e disse que só depois de terminado esse processo é que vai pensar sobre a possibilidade de estar à frente da Assembleia Legislativa.

- Na verdade eu não tenho tratado como prioridade esse assunto, o meu foco é o segundo turno das eleições, estou muito voltado nas minhas bases tentando ampliar os espaços. Após o término desse processo a Casa começa a olhar para essa pauta e, como parlamentar que vai para o quarto mandato, dizer que não tenho essa expectativa, eu estaria mentindo – aplicou.
Leia mais

Tribunal de Contas suspende pagamento no valor de R$ 10,5 milhões para compra de material escolar sem licitação


Contrato diz que o recursso empregado será para aquisição de material didático

Presidente da Aspas, Sanny Japiassú









O Tribunal de Contas do Estado (TCE) concedeu uma liminar suspendendo o pagamento do governo da Paraíba para a Editora Grafset no valor de R$ 10,5 milhões. A ação foi impetrada pela Associação dos Procuradores do Estado (Aspas) que estranhou a compra de material escolar, nesse valor, com dispensa de licitação, às vésperas do segundo turno das eleições, e principalmente por se tratar de um período em que o ano letivo já está praticamente se encerrando.

“Nós queremos saber se há indícios de irregularidades, porque às vésperas das eleições o governo dispensa licitação para a compra de material nesse valor? Por isso, entramos com esse pedido de liminar que foi concedido nesta sexta-feira”, afirmou a presidente da Aspas, Sanny Japiassú.

Conforme publicação do Diário Oficial do Estado (DOE), o estado pode pagar para a empresa contratada, o valor de R$ 10.588.921 milhões. O contrato não teria passado por licitação.
Leia mais

Empresários não apresentam contraproposta aos comerciários e negociação é adiada

Fotos: Ascom
A reunião com representantes da classe patronal e do Sindicato dos Empregados no
Comércio de Campina Grande e Região, realizada na noite dessa quinta-feira (23), não teve avanço em relação à negociação das cláusulas econômicas. Isto aconteceu em função dos empregadores sequer analisarem a pauta da campanha salarial 2014-2015 dos comerciários.

Logo no início da reunião, o advogado do Sindicato dos Comerciários, João Murineli, ameaçou se retirar com os dirigentes sindicais e os trabalhadores do local, argumentando que não tinha sentido negociar uma campanha salarial quando os empresários nada ofereceram, quando os mesmos têm em mãos a pauta completa aprovada pelos trabalhadores em assembleia.

O embate permaneceu por mais de uma hora. De um lado, os representantes das empresas alegando dificuldades financeiras para manter os empregos de seus trabalhadores. Do outro, o Sindicato dos Comerciários mostrando dados levantados por instituições renomadas de que houve na Paraíba, em 2013, crescimento no volume de vendas no comércio varejista de 17,95%, o maior do Brasil, em comparação com agosto de 2012, além de outras informações do crescimento econômico.

Rebatendo ainda os argumentos dos empresários, que alegam não ter condições de concederem reajuste ao piso salarial dos trabalhadores, o presidente do Sindicato dos Comerciários, José do Nascimento Coelho, lamentou o fato de os sindicatos não terem feito assembleia para discussão da pauta dos trabalhadores, trazendo à reunião representantes das empresas para apresentação apenas de seus problemas.



Diante do impasse de negociação das cláusulas econômicas, o Sindicato dos Comerciários solicitou reunião de conciliação na Gerência Regional do Trabalho, para o dia 29 do corrente mês, às 15 horas.

A reunião de ontem à noite foi mediada pelos advogados João Murineli e Valdir Cassimiro (Sindicato dos Comerciários); Francisco (advogado do Sindilojas) e outros assessores jurídicos representantes das empresas.

A proposta apresentada aos patrões é de um reajuste salarial de 17,41%, o que significa dizer que o piso da categoria passaria dos R$ 763 atuais para R$ 900. O percentual tem como referência o crescimento do comércio da Paraíba, registrado nos últimos 12 meses, que foi de 11,30%, como também baseado no índice da inflação do período (6,38%).

O sindicato solicita ainda o tíquete-refeição para todos os trabalhadores no valor de R$ 10; 14º salário (participação nos lucros e resultados); aviso prévio de 60 dias para todos os trabalhadores; redução da carga horária semanal de 44 para 40 horas, sem perda de salário e estabilidade de 90 dias para as comerciárias, após a licença maternidade, além de várias outras garantidas em convenção anterior.
 Ascom
Leia mais

Situação do Açude Boqueirão leva MPPB a cobrar plano de contingenciamento em Campina

Fotos: Ascom
A Promotoria de Justiça de Defesa do Consumidor de Campina Grande oficiou, nessa quinta-feira (23), a Companhia de Água e Esgotos da Paraíba (Cagepa) para que ela apresente, no prazo máximo de 20 dias, um plano de contingenciamento no uso de água para o município de Campina Grande.
A medida foi deliberada na última quarta-feira (22), após uma inspeção realizada no Açude Epitácio Pessoa, no município de Boqueirão (a 163 quilômetros de João Pessoa), para verificar a situação do reservatório que abastece os municípios da região da Borborema.
O plano de contingenciamento deve ser apresentado na audiência que vai acontecer no dia 19 de novembro, às 9h, na sede da Promotoria de Justiça do Consumidor, em Campina Grande, para ser apreciado pelos demais órgãos técnicos envolvidos no problema.
Segundo o promotor de Justiça José Leonardo Clementino Pinto, a medida visa evitar um colapso no abastecimento de água nos municípios que integram a Promotoria: Campina Grande, Massaranduba, Boa Vista e Lagoa Seca.
“Existe uma preocupação do Ministério Público com a situação hídrica do Açude Epitácio Pessoa, notadamente pelo fato de o reservatório possuir, neste momento, apenas 26,5% da sua capacidade total, elevando sobremaneira, o risco de desabastecimento na cidade de Campina Grande, a curto prazo, se não forem adotadas, doravante, medidas concretas para racionalizar o uso da água nas cidades abastecidas com a água do manancial”, disse.


Participaram da inspeção no açude técnicos da Agência Nacional das Águas (ANA) e do Departamento Nacional de Obras contra a Seca (Dnocs), do governo federal, e da Agência Executiva de Gestão das Águas (Aesa) e Cagepa, do governo estadual. Após a inspeção, foi realizada uma reunião na sede do Dnocs, no município de Boqueirão, para discutir a situação do reservatório.

O superintendente da ANA (órgão responsável pela gestão do manancial), Rodrigo Flecha, disse que desde maio de 2013 têm sido adotadas as medidas necessárias para garantir a segurança hídrica da população abastecida pelo açude e destacou dentre essas medidas a diminuição progressiva até a suspensão total da irrigação.
Segundo ele, desde junho tornou-se necessária a adoção de medidas mais concretas para racionalizar o uso da água, o que levou a ANA a encaminhar ofício ao secretário estadual de Recursos Hídricos relatando a situação do reservatório e sugerindo a adoção de medidas por parte da Cagepa para evitar o desabastecimento, como a promoção de um plano de contingenciamento para a cidade de Campina Grande.
Já o representante da Cagepa, Valdemiro de Souza, esclareceu que a empresa deliberou, após reunião de sua diretoria, que medidas de contingenciamento serão adotadas apenas quando o volume do Açude Epitácio Pessoa atingir 20% de sua capacidade total, o que deve acontecer em dezembro deste ano.
Há dois anos, a promotoria instaurou inquérito civil público sobre o Açude Epitácio Pessoa e uma das medidas já adotadas foi a celebração de um termo de ajustamento de conduta com a Cagepa para obrigá-la a adotar medidas operacionais para reduzir as perdas de água na rede de abastecimento.
Já o representante da Aesa, Alexandre Magno, disse que a previsão técnica é de que até fevereiro de 2015 não haverá nenhuma situação negativa capaz de piorar a situação climática.
A representante da sociedade civil, Cláudia Fernanda Marinho propôs que fosse dado tratamento igual a todos os consumidores de água e que todos os segmentos da sociedade, a exemplo da indústria, fizessem a economia de água, já que, segundo ela, até o momento apenas os irrigantes (incluindo os que dependem da irrigação para sua subsistência) foram “penalizados” com as medidas de contingenciamento de água.

O Açude Epitácio Pessoa (também conhecido como “Boqueirão”) está localizado no município de Boqueirão e tem uma bacia que se estende pelos municípios de Boqueirão, Cabaceiras e São Miguel de Taipu.

Ele abastece as cidades de Campina Grande, Boqueirão, Queimadas, Pocinhos, Caturité, Riacho de Santo Antônio e Barra de São Miguel.
Até fevereiro de 1999, suas águas eram liberadas através da descarga para o abastecimento urbano e rural e a diluição de esgotos de mais 14 municípios.
O acesso ao local pode ser feito a partir de Campina Grande pela rodovia estadual PB-148.
 Ascom
Leia mais

Cássio inicia em Rio Tinto carreata em nove cidades do Vale do Mamanguape

Foto: Ascom
O senador Cássio Cunha Lima (PSDB), candidato da Coligação “A Vontade do Povo” ao governo da Paraíba, iniciou na manhã desta sexta-feira (24) a Carreata que faz em municípios do Vale do Mamanguape, visitando nove cidades.
A carreata teve início na cidade de Rio Tinto, onde desde cedo muitas pessoas se concentraram na praça central para receber o senador Cássio e sua comitiva.
Em Rio Tinto todas as forças políticas estão unidas em torno da candidatura de Cássio.
A prefeita Dudu de Brizola foi receber o senador e anunciou que, mais uma vez, Cássio vai vencer as eleições em Rio Tinto, como aconteceu no primeiro turno das eleições.

Na cidade, apóiam a candidatura de Cássio as ex-prefeitas Vânia Lisboa e Magna Gerbasi e os ex-prefeitos Doutor Braga e Marcos Gerbasi.
“Nós estamos unidos em torno da candidatura de Cássio, porque é o melhor para a Paraíba”, disse o ex-prefeito Doutor Braga.
“As diferenças políticas municipais foram superadas em torno de um projeto de governo e de desenvolvimento para o nosso município”, afirmou o ex-prefeito Marcos Gerbasi.
 Ascom
Leia mais

Estado libera R$22 mi para pagamento de servidores da UEPB

Foto: Reprodução/ Internet
O Governo do Estado liberou nesta sexta-feira, 24, o valor de R$22 milhões para as despesas pelo pagamento dos servidores da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB).
Segundo o secretário de finanças do Estado, Tárcio Handel, a medida foi tomada para trazer maior conforto financeiro aos servidores.

- Dentro da política que foi implantada no atual governo, o pagamento do servidor é dentro do mês trabalhado e buscando trazer pra uma data que gere conforto para as famílias. Foi estabelecido que tínhamos a capacidade de pagar os servidores dentro de um cronograma que melhor atendesse as expectativas – afirmou.
Leia mais

PRE/PB representa contra coligações para inibir sujeira de ruas com propaganda eleitoral

A Procuradoria Regional Eleitoral na Paraíba (PRE/PB) ajuizou representação, com pedido de liminar, contra as coligações 'A Vontade do Povo' e 'A Força do Trabalho' para que não distribuam, pelas vias públicas de todos os municípios da Paraíba, material de campanha como panfletos, santinhos e equiparados, em razão da votação do segundo turno das eleições de 2014, que será no próximo domingo, 26 de outubro.

No dia 5 de outubro, durante o primeiro turno das eleições de 2014, vários municípios paraibanos amanheceram com as ruas tomadas por material de campanha de candidatos. Nas representações, o Ministério Público pede que seja fixada multa de R$ 10 mil para ponto em que for constatada a existência do material nas vias públicas, a ser aplicada em dobro caso o local esteja na mesma quadra de lugar de votação.

Pede-se, também, que as coligações promovam, até o final do dia da votação, a limpeza dos pontos em que for constatada a referida situação, sob pena de nova multa nos mesmos valores.
Conforme o procurador regional eleitoral Rodolfo Alves Silva, a “situação está longe de ser inédita e foi objeto de diversas notícias veiculadas na imprensa, como consta no procedimento extrajudicial instaurado pela PRE, sem contar as notórias reclamações por parte dos paraibanos sobre a questão.
Como se trata de prática habitual, tudo indica que se repetirá por ocasião do segundo turno, causando novamente grande transtorno para todo o Estado”.

Para a PRE/PB, a conduta de deixar a propaganda espalhada pelas ruas visa, via transversa, burla a legislação eleitoral, mais especificadamente o artigo 39, parágrafo 5º, inciso II, da Lei n.º 9.504/97 (Lei Geral das Eleições), na medida em que se equipara à propaganda de boca de urna.
conduta ilícita “causa uma série de transtornos às cidades, gerando gastos públicos adicionais para que possa haver a posterior limpeza, prejudicando o sistema de drenagem de águas pluviais e gerando o risco de acidentes pessoais e, inclusive, de entupimento da rede de esgoto, caso venha a cair nos bueiros”, ressalta o Ministério Público.
Leia mais

Deputado nega que tenha sido preso por compra de votos: “Não passa de boatos”

Foto: Paraibaonline
O deputado federal reeleito, Damião Feliciano (PDT), negou que tenha sido preso por compra de votos no município de São José do Ramos, e encaminhado para a cidade de Itabaiana.
Segundo ele, tudo não passou de boatos que geralmente acontecem durante o período eleitoral.
- Foi um boato que infelizmente foi divulgado. Isso tudo é uma mentira e lamentavelmente acontece isso na política. É tanto que não passei em Itabaiana hoje e nem em São José dos Ramos, local onde disseram que fui preso. Eu passei o dia em Campina Grande – explicou.
Damião comentou ainda que é um deputado de ficha limpa e que tem compromisso com a população que o elegeu.
- Sou um deputado que não tem nenhum processo, tanto que fui reeleito para o meu quinto mandato. Meu compromisso será sempre com a população, principalmente na questão da saúde – finalizou ele, em entrevista a uma emissora de rádio.
Leia mais

Doleiro revela: Lula e Dilma sabiam dos desvios e corrupção na Petrobras

A revista Veja chega às bancas com uma explosiva reportagem sobre os escândalos na Petrobras.

Leia a síntese da reportagem.

Na última terça-feira, o doleiro Alberto Youssef entrou na sala de interrogatórios da Polícia Federal em Curitiba para prestar mais um depoimento em seu processo de delação premiada.

Como faz desde o dia 29 de setembro, sentou-se ao lado de seu advogado, pôs os braços sobre a mesa, olhou para a câmera posicionada à sua frente e se colocou à disposição das autoridades para contar tudo o que fez, viu e ouviu enquanto comandou um esquema de lavagem de dinheiro suspeito de movimentar R$ 10 bilhões.

A temporada na cadeia produziu mudanças profundas em Youssef. Encarcerado desde março, o doleiro está bem mais magro, tem o rosto pálido, o cabelo raspado e não cultiva mais a barba.

O estado de espírito também é outro. Antes afeito às sombras e ao silêncio, Youssef mostra desassombro para denunciar, apontar e distribuir responsabilidades na camarilha que assaltou durante quase uma década os cofres da Petrobras.

Com a autoridade de quem atuava como o banco clandestino do esquema, ele adicionou novos personagens à trama criminosa, que agora atinge o topo da República.

Perguntado sobre o nível de comprometimento de autoridades no esquema de corrupção na Petrobras, o doleiro foi taxativo:

— O Planalto sabia de tudo!

— Mas quem no Planalto?, perguntou o delegado.

— Lula e Dilma, respondeu o doleiro.

*fonte: veja.com
Leia mais

Déficit de enfermeiros no HU chega a 29,44%


Organização Mundial de Saúde recomenda 180 profissionais formados em atuação nas unidades de saúde.
Rizemberg Felipe
Rizemberg Felipe
Déficit de 29,44% de profissionais pode levar a interdição dos trabalhos dos enfermeiros a partir da avaliação do Coren





















O Hospital Universitário Alcides Carneiros (HUAC), de Campina Grande, pode ser obrigado a diminuir alas de enfermagem devido ao déficit de profissionais. Segundo levantamento do Conselho Regional de Enfermagem da Paraíba (Coren) realizado no primeiro semestre desse ano, existem menos enfermeiros no hospital do que o recomendado pela Organização Mundial de Saúde (OMS). São 127 profissionais formados em atuação no local, mas o número recomendado é de 180 enfermeiros, ou seja, faltam 53.
Esse déficit de 29,44% de profissionais pode levar a interdição dos trabalhos dos enfermeiros a partir da avaliação do Coren. Segundo o presidente do conselho, Ronaldo Bezerra, que ontem inspecionou o HUAC, em algumas alas há a necessidade da presença de onze enfermeiros. Contudo, apenas sete fazem parte da escala, e todos no período da manhã, o que segundo Ronaldo, está colocando em risco a vida dos pacientes que estão internados, e que não estão sendo assistidos por enfermeiros no período da noite.
“Essa defasagem já foi identificada em outros momentos e nós notificamos o hospital para que houvesse o complemento do quadro. É feito um cálculo específico nas alas de enfermagem para ser definido qual o número mínimo de enfermeiros. E quando fizemos isso, detectamos que há um déficit de pelo 40% dos profissionais de enfermagem. Já entre os técnicos esse número é menor, cerca de 10%. Mesmo assim é um cenário preocupante, porque em vários momentos algumas alas estão ficando sem enfermeiros, o que não pode acontecer”, explicou o presidente do Coren, Ronaldo Bezerra.
De acordo com as prerrogativas da entidade, se não for encontrada alguma saída para solucionar o problema, será definido que algumas alas de enfermagem sejam interditadas para que os profissionais desses locais sejam deslocados para outros espaços, e assim cumprir com a regulamentação normativa da profissão. O presidente do Coren da Paraíba explicou que essa interdição do trabalho de alguns profissionais em determinadas alas é a saída mais urgente até que novos enfermeiros possam ser contratados para que o hospital se adeque às normas vigentes.
“Do jeito que está, o cidadão está no prejuízo. Uma vez detectado que não há a possibilidade de preencher as vagas de enfermeiros que estão abertas, nós vamos solicitar a interdição da ala, uma vez que o profissional de enfermagem acaba sendo sobrecarregado, correndo o risco de cometer erros, e isso não pode acontecer em tratamentos de saúde. Sabemos dos problemas que existem no hospital, mas nossa função como órgão público federal é de fiscalizar”, disse Ronaldo Bezerra.
Direção vai contratar 29 profissionais
A diretora do HUAC, Berenice Pereira Ramos, reconheceu a existência da defasagem de enfermeiros no quadro do hospital, mas apontou que está tomando as medidas necessárias para solucionar o problema. Ela afirmou que neste segundo semestre está em processo finalização de contratação de 29 enfermeiros, o que irá melhorar o quadro de profissionais no setor. De acordo com a diretora, a situação não é tão complicada como aponta o Coren, mas que nos próximos 15 dias, todas as vagas oferecidas já deverão ser preenchidas.

“Nós temos ciência da situação, mas é extremamente difícil cumprir todas as normas. Aqui nós não temos déficit apenas de enfermeiros. Faltam médicos, nutricionistas, psicólogos e outros profissionais necessários para o atendimento em saúde. Nós abrimos uma seleção simplificada com 29 vagas para enfermeiros, dessas, já preenchemos 20, e em duas semanas acaba o prazo para os outros nove assumirem suas funções. A dificuldade existe, mas não estamos colocando em risco a vida dos pacientes”, garantiu Berenice Ferreira, apontando que ainda está aguardando a confirmação da União para a realização de um concurso público para a unidade.
Leia mais

Agenda dos candidatos à Presidência - 24/10/2014

Dilma Rousseff (PT)

Rio de Janeiro

22h – Participa de debate na TV Globo

Aécio Neves (PSDB)

Rio de Janeiro

22h – Participa de debate na TV Globo
Fonte: Agência Brasil
Leia mais

Governo do Estado não explica compra de mais de R$ 10,5 mi em material escolar sem licitação

O Governo do Estado da Paraíba através da Secretaria da Educação firmou, recentemente, contrato de mais de R$ 10,5 milhões com a Editora Grafset para a compra de material escolar sem exigência de licitação. Não bastasse isso, o caso também chamou atenção pelo grande montante de recursos destinados para a compra no período em que o ano letivo já está prestes a ser encerrado. Atrás de explicações sobre o caso, no inicio da tarde desta quinta-feira (23), o Blog do Gordinho manteve contato com as assessorias de Imprensa das Secretarias da Controladoria Geral e da Educação do Estado.  Mas, até o fim do expediente não obtivemos nenhuma explicação do fato pelos gestores estaduais.
Contactados, os dois órgãos pediram que enviássemos as perguntas via e-mail para que tomassem ciência do fato e posteriormente pudessem encaminhar resposta. E assim foi feito. Na oportunidade, o Blog do Gordinho questionou sobre o quê motivou a administração estadual contratar a empresa Grafset por um valor elevado e sem licitação?; por que comprar esse montante de material no período em que o ano letivo já está quase sendo encerrado?; o que (a regra ou lei) permite uma compra desse valor sem licitação?; e o que realmente está sendo comprado e qual seria a quantidade (livros, cadernos, etc)?
Passadas várias horas, a única resposta obtida foi que a assessoria da Controladoria Geral do Estado havia encaminhado nossas solicitações (supostamente para o secretário) e que estava no aguardo da resposta. Já a Secretaria da Educação, até o final do expediente, não enviou nenhuma posição.
e mail Fabiola Bessa
E mail Livia
Leia mais

Dilma e Aécio se enfrentam em último debate da Rede Globo antes das eleições de domingo


Dilma e Aécio se enfrentam em último debate da Rede Globo antes das eleições de domingo
 A Globo promove nesta sexta-feira (24) o último debate do segundo turno entre os candidatos a presidente Aécio Neves (PSDB) e Dilma Rousseff (PT). O debate começa depois da novela "Império" e será transmitido ao vivo para todo o Brasil

 Mediado pelo jornalista William Bonner, o debate será realizado no Projac, no Rio, e tem duração prevista de uma hora e 50 minutos. O regulamento foi definido com representantes dos candidatos e seguindo as regras da Justiça Eleitoral. Serão quatro blocos: no primeiro e no terceiro, os candidatos farão perguntas um ao outro, com tema livre; no segundo e no quarto, as perguntas serão feitas por eleitores indecisos. O quarto bloco será destinado também às considerações finais dos presidenciáveis (leia mais).

Os indecisos serão selecionados em todos os estados pelo instituto de pesquisas Ibope. Cada eleitor indeciso vai elaborar previamente perguntas com temas de interesse nacional. As oito perguntas mais bem formuladas serão selecionadas pela produção do programa para serem feitas aos candidatos.

O cenário será uma arena, com o objetivo de facilitar a movimentação dos candidatos. Os eleitores indecisos estarão sentados em volta. Se algum candidato faltar, seu lugar permanecerá vazio com uma placa que o identifique pelo nome. Nos dois blocos de tema livre, o candidato presente poderá formular a pergunta que faria ao candidato que se ausentou. Nos outros blocos, todas as perguntas de eleitores indecisos serão respondidas apenas pelo candidato presente.

O debate da Globo ocorre no último dia em que irão ao ar os programas eleitorais do segundo turno. Na quinta, a Globo e as emissoras afiliadas promoveram debates entre candidatos a governador que disputam o segundo turno nos 13 estados e no Distrito Federal.

Os indecisos selecionados pelo Ibope serão levados a dois camarins e não terão contato com jornalistas, público convidado e assessores dos candidatos.

Haverá na arquibancada montada no estúdio lugares para 90 convidados dos presidenciáveis, além de cadeiras mais próximas para dois assessores diretos de cada um, que poderão falar com os candidatos nos intervalos. Também farão parte da plateia convidados dos dois candidatos e da Globo.

Durante o debate, Dilma e Aécio terão à disposição um púlpito para os confrontos diretos e poderão andar pelo cenário nos blocos em que forem questionados pelos indecisos.

Depois do debate, cada candidato concederá uma entrevista coletiva de dez minutos, com transmissão ao vivo pelo G1. Dilma será a primeira a falar com a imprensa, seguida de Aécio (a ordem das entrevistas foi definida em conjunto com representantes dos partidos).

Jornalistas de todo o país e do exterior acompanharão o debate em uma área à parte e poderão participar das entrevistas coletivas pós-debate.

 G1
Leia mais

Mutirão ganha academia da saúde e completa reforma da UBS

 
A população do bairro Mutirão, um dos mais carentes de Campina Grande, recebeu nesta quinta-feira, 23, dois importantes equipamentos comunitários. O prefeito em exercício, Nelson Gomes Filho, inaugurou uma academia de saúde e a completa reforma da UBS do Mutirão, numa solenidade prestigiada por vereadores, lideranças comunitárias, secretários municipais e outras autoridades. O ato ainda foi prestigiado pelo prefeito licenciado, Romero Rodrigues, e pela primeira-dama Micheline Moura.

Segundo a secretária municipal de saúde, Lúcia Derks, as academias da saúde estão integradas às ações da Atenção Básica, em especial aos Núcleos de Apoio à Saúde da Família - Nasf’s. “A prática de atividades físicas traz inúmeros benefícios para a saúde, ajudando a prevenir doenças como diabetes e hipertensão, causadas, entre outros fatores, pela obesidade e o sedentarismo”, explicou.

Já a Unidade Básica de Saúde (UBS) do Mutirão está de cara nova. O local passou por obras de reforma, melhorias há anos reivindicadas pelos moradores e lideranças da comunidade. A PMCG investiu quase R$ 70 mil para reformar a UBS, que conta com consultório de enfermagem, sala de imunização, consultório médico, almoxarifado, sala de curativos, copa/cozinha, farmácia, setor de esterilização, banheiros com acessibilidade e outros equipamentos.

No local, atuam duas equipes, com profissionais da Estratégia de Saúde da Família, beneficiando cerca de três mil usuários, inclusive da zona rural. As equipes são integradas por médicos, enfermeiros, agentes de saúde, além de profissionais especializados em saúde bucal. São ao todo 23 profissionais, além do pessoal do Nasf.
 
A reforma faz parte de uma estratégia de humanização do atendimento da rede municipal de atenção básica à saúde. A determinação é proporcionar à população campinense um atendimento digno, humanizado e de qualidade, começando pela porta de entrada dos serviços de saúde, que são as unidades básicas. A gestão atual conseguiu recuperar várias UBS’s, que estavam em situação precária.
 
O vereador Aldo Cabral agradeceu à iniciativa da PMCG, destacando se tratar de “uma obra valiosa para a nossa comunidade, hoje lembrada pelo poder público, especialmente em áreas tão importantes como a saúde e o lazer”. Em seguida, falou o vereador Marinaldo Cardoso, que ressaltaram, em nomes dos parlamentares presentes, o fato de uma das mais esquecidas e carentes áreas da cidade passar a ser atendida em suas reivindicações por parte da PMCG.

Por sua vez, prefeito licenciado Romero Rodrigues afirmou que a atual gestão conseguiu “reinserir o Mutirão no mapa administrativo de Campina Grande”, lembrando ações como o trabalho de reforma da Escola Municipal Paulo Freire, implantação de iluminação na área da academia e muitas outras iniciativas.

Romero garantiu aos moradores que vai reurbanizar o restante da praça da comunidade, além de implantar uma quadra na Escola Paulo Freire e, partir de 2015, efetivar melhorias importantes quanto ao acesso do trecho entre a caixa d’água e a alça sudoeste. Também assegurou que dentro de 15 dias, no máximo, a academia do mutirão já vai receber mais equipamentos e brinquedos.

A solenidade foi encerrada com um pronunciamento do prefeito em exercício, Nelson Gomes Filho, que destacou ser desafiadora a tarefa de administrar uma cidade do porte de Campina Grande, lembrando que o prefeito Romero tem conquistado muitos avanços para a cidade, a exemplo do atendimento de pleitos antigos de comunidades como a do Mutirão. Para Nelson, a gestão prioriza o atendimento das demandas dos mais carentes.

 (Codecom)
Leia mais

Começa a distribuição das urnas que serão utilizadas no 2º turno


No total, serão utilizadas 11.317 urnas no Estado; equipamenos serão instalados nas seções eleitorais no sábado (25).
Francisco França
Francisco França
Na manhã de hoje foram entregues no Natu de João Pessoa as últimas 42 urnas enviadas pelo TSE














O Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB) iniciou na manhã desta quinta-feira (23) a distribuição das urnas eletrônicas que serão utilizadas nas eleições do próximo domingo. No total, serão utilizadas na Paraíba 11.317 urnas eletrônicas, sendo 1.794 apenas para contingência.
Durante a manhã foram entregues no Núcleo de Apoio Técnico às Urnas Eletrônicas (Natu) de João Pessoa as últimas 42 urnas enviadas pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) a serem utilizadas no estado. Segundo informações do TRE-PB, o TSE enviou à Paraíba 342 novas urnas eletrônicas, todas fabricadas no ano de 2013; no entanto, os equipamentos irão fazer parte das urnas de contingência do 2º turno das eleições.
“Essas urnas irão reforçar a reserva técnica, mas estamos tomando todos os cuidados para evitar a troca de urnas”, disse o supervisor do Natu João Pessoa, José Paulo da Silva.
Nesta quinta-feira (23) as urnas eletrônicas foram transportadas para as Zonas Eleitorais mais distantes, a exemplo do município de Guarabira, enquanto nesta sexta (24) os equipamentos serão direcionados para as Zonas Eleitorais localizadas na capital. O TRE-PB utilizou 72 veículos para enviar as urnas eletrônicas até as Zonas Eleitorais.
Segundo José Paulo, as urnas eletrônicas serão instaladas nas seções eleitorais somente no próximo sábado, quando serão ligadas e testadas. Antes da instalação, os equipamentos ficarão em locais de armazenamento temporário, definidos pelos juízes eleitorais. 
Leia mais

Vereador de Monteiro é desmoralizado pela mulher depois de anunciar apoio a RC

Vereador adere a Ricardo, mas esposa não seguirá e ficará com Cássio

Rejane disse que a decisão do marido foi precipitada










A esposa do vereador de Monteiro, Sebastião Lopes, conhecido como Tiba Marchante (PSDB), que na última terça-feira (21), anunciou apoio a candidatura à reeleição do governador Ricardo Coutinho (PSB), declarou, nesta quinta-feira (23), que não seguirá a decisão política do marido e votará no senador Cássio Cunha Lima (PSDB).

Segundo Rejane, a decisão de Tiba foi precipitada, por isso continuará apoiando a candidatura de Cássio Cunha Lima, ao Governo do Estado.

Ela afirmou ainda que a família, os filhos, filhas e genros apoiarão Cássio.

“Continuo apoiando a candidatura de Cássio, juntamente com meus filhos, filhas e genro. A decisão do meu marido foi apenas dele e não vou segui-lo politicamente”, disse Rejane.

Rejane gravou um texto que está sendo veiculado em carro de som em Monteiro, sobre sua decisão de continuar apoiando juntamente com seus familiares a candidatura de Cássio ao Governo do Estado.

Cariri Ligado
Leia mais

Youssef incriminou Dilma e Lula, afirma revista


Josias de Souza
Em reportagem de capa, a revista Vejainforma a menos de 72 horas da eleição presidencial: “O doleiro Alberto Youssef, caixa do esquema de corrupção na Petrobras, revelou à Polícia Federal e ao Ministério Público, na terça-feira, que Lula e Dilma Rousseff tinham conhecimento das tenebrosas transações na estatal.”

Acusado de lavar algo como R$ 10 bilhões em verbas de má origem, Youssef foi preso em março. Depõe como delator desde 29 de setembro. De acordo com o relato do repórter Robson Bonin, o doleiro está bem mais magro, exibe um rosto pálido, raspou o cabelo e livrou-se da barba. Habituado às sombras, ele agora rompe o silêncio com desassombro.
A alturas tantas, Youssef soou peremptório: “O Planalto sabia de tudo.” O delegado federal que o inquiria quis saber: “Mas quem no Planalto?” E o delator: “Lula e Dilma.” Exposto no site da revista, o teor da capa de Veja veio à luz mais cedo. Normalmente, costuma ser divulgado nas noites de sábado. Por ora, o Planalto, o Instituto Lula e o PT não se manifestaram.
Leia mais
 
FALA PREFEITO | Layout: Lenildo Ferreira Consultoria em Comunicação Contato © Blog de responsabilidade do radialista Edson Pereira