Páginas

RC acusado de pedir votos em ato administrativo do Bolsa Atleta

RC reúne pessoal Bolsa Atleta em casa de eventos pra… pedir votos. E pode?

Há cinco dias, atletas do programa “Bolsa Atleta” foram convidados pela Secretaria de Esportes do Estado para uma reunião de trabalho. Detalhe: fora do horário de expediente e numa casa de eventos. O mais impressionante, contudo, foi a inesperada presença do governador Ricardo Coutinho, que, após tecer elogios à sua própria administração, cuidou de pedir… votos.

O caso revoltou vários dos atletas. Alguns deixaram o local, logo que a Secretaria começou a fazer uma exposição de obras do Governo, com uma logomarca da campanha do governador, o 40 com o girassol. “Eu recebo bolsa atleta, quer dizer, só pagaram uma parcela, mas estranhei uma reunião administrativa que ocorreu numa casa de show com o pessoal da campanha do governador”, diz um atleta.

“Num certo momento, o secretário chegou a pedir desculpas pelo não pagamento de todas as parcelas do Bolsa Atleta, alegando dificuldades financeiras. Mas, o que mais causou indignação foi a presença do governador, para fazer campanha com um programa que mal funciona, apenas para usar a imagem dos atletas em seu guia”, afirmou indignado um dos atletas.

O Blog recebeu várias fotografias da reunião, mostrando que uma equipe de campanha do governador estava entrevistando os atletas para, claramente, utilizar em seu guia eleitoral. Há sinais da campanha do governador, numa reunião que deveria ser administrativa, por toda parte: das imagens exibidas no telão, à canopla do microfone do repórter que entrevistou os atletas.

Revoltados, alguns atletas acionaram o Blog e enviaram as fotos que seguem.
BolsaAtleta10
BolsaAtleta03
BolsaAtleta04
 
BolsaAtleta06
BolsaAtleta07
BolsaAtleta08
helder moura
Leia mais

Candidatos ao governo se apresentam nesta segunda na ACCG

ascom                                        

cANDIDATOS A GOVERNADORES ELEIÇÕES 2014
Nesta segunda-feira, 01 de setembro, a Associação Comercial e o Jornal da Paraíba iniciam a série de entrevistas com os postulantes ao Governo do Estado da Paraíba. O ciclo de entrevistas será aberto com a participação dos candidatos Major Fábio (PROS), Antônio Radical (PSTU) e Tárcio Teixeira (PSOL). As entrevistas se realizarão no auditório da ACCG, a partir das 19h30m, com a mediação do Jornalista Político Arimatea Souza, do Jornal da Paraíba.
O objetivo da Associação Comercial é proporcionar para os empresários a oportunidade de conhecer as propostas de governo daqueles que desejam governar a Paraíba nos próximos quatro anos. Para a Diretoria da ACCG, mesmo sendo a Associação Comercial uma entidade apartidária e independente politicamente, a Associação Comercial não poderia deixar de promover este encontro entre Empresários (Contribuintes) e os postulantes ao Governo da Paraíba.
É importante a participação empresarial
O presidente da ACCG, Álvaro Morais de Barros, está convidando os empresários para participar do ciclo de entrevistas com os concorrentes ao Palácio da Redenção. Entende o dirigente da ACCG “que este é o momento adequado para influenciar nos programas e propostas de governo, apresentando sugestões que possam incrementar a economia e fortalecer as empresas do nosso estado. Também é a oportunidade que nós temos para discordar das propostas que não nos interessam”.
Em razão do número limitado de vagas no auditório da ACCG,  os associados devem antecipar sua participação pelo telefone 3341.3306 ou pelo e-mail accg@accg.com.br
 
Programação das entrevistas
Dia 01 – Major Fábio (PROS), Antônio Radical (PSTU) e Tércio Teixeira (PSOL)
Dia 09 – Vital do Rêgo Filho (PMDB)
Dia 15 – Ricardo Coutinho (PSB)
Dia 22 – Cássio Cunha Lima (PSDB)
Leia mais

Prefeito de CG anuncia antecipação da primeira parcela do 13º

Leia mais

HPV: meninas de 11 a 13 anos devem receber segunda dose da vacina

Agência Brasil
Meninas de 11 a 13 anos que já receberam a primeira dose da vacina contra o papiloma vírus humano (HPV) devem receber, a partir de hoje (1º), a segunda dose. A imunização será feita em escolas públicas e particulares e também em unidades de saúde.
 
De acordo com o Ministério da Saúde, mais de 4,3 milhões de meninas nessa faixa etária já receberam a primeira dose em março deste ano. A segunda é essencial para garantir a proteção contra o HPV.
 
A vacina protege contra quatro subtipos do HPV (6, 11, 16 e 18). Os subtipos 16 e 18 são responsáveis por 70% dos casos de câncer de colo de útero, enquanto os subtipos 6 e 11 respondem por 90% das verrugas anogenitais.
 
Meninas que ainda não tomaram a primeira dose também podem procurar os postos de saúde. Para receber a segunda, basta apresentar o cartão de vacinação ou documento de identificação. A terceira dose será aplicada cinco anos após a primeira.
 
Em 2015, a vacina será oferecida para meninas de 9 a 11 anos e, em 2016, para meninas de 9 anos. O ministério reforçou a importância do uso do preservativo como proteção contra as demais doenças sexualmente transmissíveis e da realização do exame conhecido como papanicolau em mulheres a partir dos 25 anos.
 
O HPV é um vírus transmitido pelo contato direto com a pele ou mucosas infectadas por meio de relação sexual. Ele também pode ser transmitido da mãe para o filho no momento do parto. Estimativas da Organização Mundial da Saúde indicam que 290 milhões de mulheres em todo o mundo estão infectadas, sendo 32% delas pelos subtipos 16 e 18.
 
Em relação ao câncer de colo de útero, estudos apontam que 270 mil mulheres no mundo vivem com a doença. No Brasil, o Instituto Nacional do Câncer estima o surgimento de 15 mil novos casos este ano.
Leia mais

Juíza nega direito de resposta a Ricardo no guia de Cássio

 

Ricardo queria se defender das acusações de que no seu governo teria criado somente seis leitos hospitalares       

A juíza auxiliar da Propaganda Eleitoral do TRE-PB, Antonieta Lúcia Maroja Arcoverde Nóbrega, negou pedido de liminar solicitado pela coligação “A Força do Trabalho”, encabeçada pelo governador Ricardo Coutinho (PSB), para ter direito de resposta no guia eleitoral do candidato a governador pela coligação “A Vontade do Povo”, Cássio Cunha Lima (PSDB), a fim de se defender das acusações de que no seu governo teria criado somente seis leitos hospitalares.

"O Governo diz que criou mil novos leitos hospitalares. O Ministério da Saúde contesta, diz que foram apenas seis em três anos e meio", diz a propaganda do adversário levada ao ar no último dia 28, apresentando dados do Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde.

Na ação, Ricardo Coutinho alega que teria havido divulgação de notícias sabidamente inverídicas, uma vez que seria público e notório que, enquanto governador do Estado, além de ter realizado a restauração, ampliou consideravelmente as unidades de saúde da Paraíba.

No entender da juíza Antonieta Lúcia Maroja, a coligação adversária não pode ser acusada de ter divulgado notícias inverídicas, já que o próprio governador reconhece que os dados não constam do Cadastro do Ministério da Saúde.

 Assessoria
Leia mais

Escândalo envolvendo terceirização do Trauma vai parar na Folha de São Paulo

helder moura

Folha Cruz Vermelha
A Paraíba está de novo na berlinda da Imprensa nacional, por conta da terceirização do Hospital de Trauma com a Cruz Vermelha gaúcha. Extensa reportagem do jornal Folha de São Paulo, revela que se multiplicam as denúncias de desvio de recursos. A Paraíba está no epicentro pelo fato do contrato do Trauma com a CV ser o maior da empresa no País.
“Na Paraíba, a filia gaúcha da CV é investigada por administrar o Hospital de Trauma, o maior do Estado, a um custo mensal de R$ 9,8 milhões por mês… O caso ganhou atenção e críticas da oposição devido à renovação com a instituição até 2016, mesmo tendo os Tribunais de Contas e da União apresentado problemas”, diz a reportagem da Folha de São Paulo.
A CV é investigado pela acusação de ter desviado R$ 2,3 milhões em doações que deveria acudir desabrigados no Japão e na Somália. O caso da Paraíba é citado, pelo fato do contrato realizado pelo Governo RC com a Cruz Vermelha em 2011 sem licitação estar sendo investigado pelo Ministério Público do Estado.
Terceirização – A terceirização (que o governador Ricardo Coutinho batizou de pactuação) do Hospital de Trauma com a Cruz Vermelha iniciou com o empresário Daniel Gomes da Silva, diretor nacional da Cruz Vermelha. Ele era proprietário uma empresa de ambulâncias que virou destaque nacional, ao ser flagrado oferecendo propina para fechar contratos com hospitais do Rio de Janeiro em 2012.
Daniel ainda é réu em uma ação em Natal, onde é acusado de chefiar um esquema que usava uma ONG para favorecer a Toesa, sua empresa de ambulâncias. Mesmo com esses processos e investigações, Daniel foi reeleito para o Conselho Diretor em julho.
Mais em http://goo.gl/HdyW31.
Leia mais

Por que o governador insiste em confrontar até decisões judiciais?

 

Justiça de olho aberto
Impressionante o comportamento do governador Ricardo Coutinho de estar sempre em confronto, não importando inclusive se for contra decisões judiciais. O mais recente embate bélico foi contra despacho do juiz Antônio Carneiro (4ª Vara da Fazenda), que havia determinado a reabertura das delegacias fechadas no período noturno, feriados e finais de semana.
Simplesmente não cumpriu. E quando o magistrado sentenciou, ele recorreu ao Tribunal de Justiça, que surpreendentemente concedeu, através do desembargador Romero Marcelo, o salvo conduto para continuar mantendo fechadas as 33 delegacias de polícia. O cidadão, que precisa do serviço, vai ter que aguardar que a Justiça reconsidere sua posição a respeito.
Aliás, governador RC sinalizou seu espírito beligerante, desde que assumiu o Governo, em janeiro de 2011, quando cuidou logo de detonar, mal tomou posse, a aplicação da PEC 300 dos Policiais Militares, que havia sido aprovada pela Assembleia e sancionada pelo Executivo. Era lei, mas o governador se recusou a cumprir, não pagou e ficou por isso mesmo.
Sua fúria belicista logo se estendeu ao pessoal do Fisco. De uma canetada, aboliu a Lei do Subsídio. Não satisfeito, fulminou o pessoal do antigo Ipep, suprimindo de seus contracheques conquistas salariais históricas, obtidas inclusive junto ao Superior Tribunal Federal. Os recursos impetrados pelas categorias atingidas, jamais foram apreciadas pelo Tribunal de Justiça, por ação de sua Procuradoria-Geral (do Estado).
Até hoje, os servidores aguardam por uma decisão da Justiça, que possa redimi-los do ataque aos seus vencimentos.  O mesmo se deu com a UEPB, por exemplo. Seu Governo reduziu os repasses de duodécimo ao arrepio de uma lei vigente, desde o tempo do Governo Cássio II. E também ficou por isso mesmo. Algo semelhante se deu com a aplicação de vários planos de cargos que o governador simplesmente não cumpre. Fica tudo por isso mesmo.
Leia mais

STTP divulga plano operacional de trânsito e transportes para 7 de Setembro

 
Foto: Codecom/CG
A Prefeitura Municipal de Campina Grande, por meio da Superintendência de Trânsito e Transportes Públicos, divulgou na manhã desta segunda-feira, 1, o seu plano operacional de trânsito e transportes públicos para o desfile de 7 de Setembro.

A STTP estará apoiando o desfile cívico, a partir das 05h da manhã, com a participação de todos os seus setores de trânsito, transportes e a divisão de sinalização com a interdição das ruas, disponibilizando cavaletes e cones. Um efetivo de 35 agentes de trânsito e 6 fiscais de transportes também estará atuando nas interdições, operações e desvios.

De acordo com a Gerência de Trânsito, para a logística do dia 7 de Setembro, serão utilizadas 04 viaturas e 20 motocicletas, dando suporte e desenvolvendo as atribuições da STTP, desde a locomoção do efetivo do Exército, do Quartel da Palmeira até a área de concentração do desfile, e como também participando do desfile, encerrando a apresentação das Forças de Segurança.

TRANSPORTES - A frota de transporte coletivo estará em operação especial até as 14 horas, horário previsto para o término do evento, com frota acrescida de cerca de 30% desde as primeiras horas da manhã, atendendo a todos os bairros da cidade.

A Gerência de Transportes preparou um esquema especial, proporcionando aos campinenses uma tranquila acessibilidade ao local do evento e, considerando as interdições de ruas necessárias e já previstas para a realização do evento, algumas linhas de ônibus terão seus itinerários modificados, na área central, enquanto durar a festividade.
    
Codecom/CG
Leia mais

Servidores da Prefeitura campinense protestam e fecham trânsito no Centro

 
Foto: Paraibaonline
Servidores da Prefeitura Municipal de Campina Grande (PMCG) reivindicam em frente ao prédio da Secretaria de Finanças (Sefin), na Avenida Floriano Peixoto, o pagamento do Pasep.

Segundo o presidente interino do Sindicato dos Trabalhadores Públicos Municipais do Agreste da Borborema (Sintab), Nazito Pereira, o pagamento deveria ser realizado até o mês de agosto.

– No ano passado, a prefeitura efetuou o pagamento no mês de julho, mas, este ano que deveria reincidir no máximo em agosto, não pagou, o que constitui de fato o motivo dessa manifestação em frente à administração – enfatizou o presidente.

Nazito ainda disse que, até o momento, o prefeito Romero Rodrigues não justificou nada e que a causa do pagamento é duvidosa.


– Até agora estamos aguardando a sua justificativa, até o momento ele não disse nada acerca do Pasep. A causa é um tanto duvidosa, é um absurdo porque é direito, é verba federal – protestou.

Em nota, a prefeitura disse que o Pasep já se encontra na programação do Banco do Brasil e será pago no dia 1º de novembro de 2014.

O secretário de Administração, Roberto Diniz, afirmou receber hoje os servidores às 16h, na Secretaria de Finanças (Sedin).
Leia mais

Sesquicentenário de Campina Grande será tema do desfile cívico de 7 de setembro

 
Fotos: Codecom/CG
O prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues, abriu oficialmente na manhã desta segunda-feira (1), na Praça da Bandeira, a Semana da Pátria 2014.
Durante a solenidade, foram hasteados os pavilhões de Campina Grande, da Paraíba e do Brasil, com execução dos hinos da Independência, da Paraíba e de Campina Grande.
O prefeito fez o hasteamento da bandeira de Campina Grande, enquanto o vereador Nelson Gomes Filho, presidente da Câmara Municipal, hasteou a da Paraíba e o comandante do 31° Batalhão de Infantaria Motorizado, coronel Alexandre Bichara Varjão, a do Brasil.

Representantes de diversos segmentos, a exemplo de policiais militares, Bombeiros, escoteiros, ex-combatentes, alunos de escolas municipais, Guarda Municipal e o público em geral acompanharam a cerimônia, que começou pontualmente às 8h.
A programação iniciada nesta segunda prossegue até o 7 de Setembro, quando ocorre o ápice do evento, com o tradicional desfile cívico.
O hasteamento e o arreamento das bandeiras ocorrem durante toda a semana, com a participação de escolas e da sociedade civil.

Este ano, segundo a secretária de Educação do Município, Iolanda Barbosa, o desfile de 7 de Setembro contará com a participação de doze escolas municipais, do Exército, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, ex-combatentes, bandas marciais, grupos de escoteiros, escolas privadas e estaduais.
A expectativa é que um grande número de pessoas compareça ao desfile.

Este ano, o desfile terá como tema o sesquicentenário de Campina Grande. Para o prefeito Romero Rodrigues, é um momento em que deve ser ressaltado o espírito cívico da populaçao.
“É preciso revisar sempre essa ideia de independência, sobretudo na mente das crianças, para que o espírito cívico seja fortalecido e, assim, haja uma reflexão sobre o futuro que se avizinha”, comentou.

A secretaria Iolanda Barbosa explicou que, durante toda a semana, está sendo trabalhado nas escolas o significado dos símbolos que representam nossa Pátria.
“São momentos como esse que trazem a reafirmação de uma identidade nacional e contribuem para o fortalecimento da cidadania”, pontuou.

As comemorações do 7 de Setembro estão previstas para acontecer às 8h, com o hasteamento dos pavilhões e revista à tropa na Praça da Bandeira, e, logo em seguida, o desfile cívico militar que será realizado no trecho entre a Catedral e o Teatro Municipal Severino Cabral.
O palanque para autoridades ficará montado ao lado do Colégio das Damas. Já no distrito de Galante, o desfile cívico vai ser realizado a partir das 15h, na Praça Central.
    
Codecom/CG
Leia mais

Polícia prende suspeito de tráfico de drogas em Campina Grande

 
Fotos: Secom/PB
A Polícia Militar prendeu, na madrugada desta segunda-feira (1º), um homem suspeito de atuar no tráfico de drogas do bairro do Velame, em Campina Grande. José Milton Fernandes Rocha, de 20 anos, foi preso durante as ações realizadas pelo 2º Batalhão.
Com o acusado foram apreendidos 2 kg de maconha, 250 gramas de crack e 50 gramas de cocaína. Ele ainda tentou subornar os policiais.

De acordo com o comandante do 2º Batalhão, coronel Lívio Delgado, a prisão foi resultado das rondas e abordagens que foram intensificadas em vários pontos do município, da noite do domingo até madrugada desta segunda-feira.
“Em uma delas, o nosso comboio formado por cinco viaturas se deparou com o suspeito correndo e realizou a perseguição até prendê-lo. Ele estava com uma quantidade de cocaína, apresentou um nome falso inicialmente, mas o pai dele, que morava próximo, disse o nome verdadeiro do filho e constatamos que ele cumpria pena por tráfico”, detalhou.


O coronel informou ainda que quando os policiais foram até a casa do acusado, onde foram encontrados os 2 kg de maconha e a quantidade de crack, ele chegou a oferecer dinheiro para ser liberado.
“Ele disse que venderia o carro para isso, o que complicou ainda mais a situação do acusado que recebeu voz de prisão também pela tentativa de corrupção ativa”, completou.

José Milton Fernandes foi levado para a Central da Polícia Civil em Campina Grande. O acusado atualmente cumpria pena alternativa com prestação de serviço.
      Secom/PB
Leia mais

Marina Silva agenda visitas para João Pessoa e Campina Grande

 
Foto: Ascom
O presidente do PSB na Paraíba, Edvaldo Rosas, confirmou na manhã desta segunda-feira (1º) a realização de uma reunião da Coordenação de campanha de Marina na região Nordeste, a ser realizada em João Pessoa, bem como uma agenda da presidenciável junto com o governador Ricardo Coutinho em Campina Grande e na capital paraibana.

De acordo com Rosas, a reunião da Coordenação Nordeste será realizada ainda no decorrer desta semana, e a visita de Marina será agendada para a segunda semana de setembro, devendo coincidir com a agenda da campanha de Ricardo nas duas maiores cidades da Paraíba.

A última vez que esteve na Paraíba, no dia 9 de agosto último, Marina estava acompanhada de Eduardo Campos e conheceu o condomínio Cidade Madura, projeto pioneiro no Brasil, implantado por Ricardo Coutinho no conjunto cidade verde, em João Pessoa, abrigando 40 casas destinadas exclusivamente à idosos e que empolgou o então presidenciável Eduardo Campos, que planejava incluir a proposta em seu plano de governo.

Para Rosas, a vinda de Marina é esperada por todos os que fazem o PSB na Paraíba, devendo a candidata também gravar para o guia eleitoral e participar dos eventos de campanha de rua.
      Ascom
Leia mais

Bancada do Governo é só de 8 deputados

Retorno de Galdino e adesão de Mineral deixa RC foi apenas 8 deputados

Deputados Mineral e Galdino
O retorno dos deputados Adriano Galdino e Antônio Mineral não fez bem ao governador Ricardo Coutinho. Com a volta de Galdino, o governador perdeu seu líder, Hervázio Bezerra, que voltou à condição de suplente. Com o retorno de Mineral, RC perdeu mais um deputado em sua bancada: mal reassumiu, o parlamentar anunciou apoio ao senador Cássio Cunha Lima.
Com isso, o governador viu ampliada a bancada de oposição, e ficou ainda mais diminuta a representação governista na Assembleia. Apesar da recente adesão do PT, o governador tem apenas oito deputados (dentre 36). O deputado Anísio Maia até já anunciou que irá votar no governador e, certamente, apoiar suas matérias encaminhadas à Casa, apesar de reafirmar sua independência…
Mas, o deputado Frei Anastácio segue firme na oposição, inclusive tem reafirmado seu apoio ao senador Vital Filho. De forma que a bancada do governador fica com os seguintes deputados: : Adriano Galdino (PSB), Anísio Maia (PT), Doda de Tião (PTB), Gilma Germano (PPS), João Gonçalves (PSD), Lindolfo Pires (Dem), Monaci Marques (PPS), Wilson Braga (PV).
E talvez nem tenha todos esses oito deputados estaduais. Em recente evento no Vale do Piancó (Conceição), por exemplo, o deputado João Gonçalves foi visto fazendo campanha com o senador Cássio, com teve um prolongado colóquio. Houve quem especulasse que João deve aderir a Cássio, dentro das próximas semanas. O que reduziria a bancada para apenas sete deputados.
Cássio e João Gonçalves
 
Leia mais

Coligação de RC não consegue impedir divulgação da 7ª pesquisa e IBOPE divulga hoje seus numeros

TRE-PB libera e IBOPE deve divulgar nesta segunda-feira primeira pesquisa sobre sucessão estadual na Paraíba

TRE-PB libera e IBOPE deve divulgar nesta segunda-feira primeira pesquisa sobre sucessão estadual na Paraíba
 Em meio a um clima de expectativa e ansiedade por parte dos candidatos que disputam o governo da Paraíba a TV Cabo Branco deverá divulgar na noite desta segunda-feira, 01, a primeira pesquisa sobre a corrida eleitoral para presidente da República, governo da Paraíba e senatoria realizada pelo Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística (Ibope).


É que o Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PB) indeferiu o pedido de suspensão da pesquisa Ibope. Os números deveriam ter sido divulgado na última sexta-feira (29). Segundo informações, foi protocolado no Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB) uma solicitação de suspensão da pesquisa alegando irregularidades na consulta, mas o pedido foi indeferido.


O nível de confiança estimado é de 95% e a margem de erro máxima estimada considerando um modelo de amostragem aleatório simples, é de 3 (três) pontos percentuais para mais ou para menos sobre os resultados encontrados no total da amostra. Na pesquisa, os entrevistados optaram entre os candidatos Antônio Radical, Cassio Cunha Lima, Major Fábio, Ricardo Coutinho, Tárcio e Vital.

Suspensas - Com suspeitas de fraudes desde as eleições de 2010, seis pesquisas eleitorais de intenções de voto já foram suspensas desde o início da campanha eleitoral desde ano na Paraíba, rendendo multas para institutos e veículos de comunicação que já somam R$ 266.025,00. No entendimento do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB), as consultas 0007/2014, 0010/2014, 0012/2014, 0013/2014, 0016/2014, 0018/2014, entre outras falhas, apresentaram problemas de metodologia na apuração dos dados.

Contratadas aos institutos Souza Lopes e IPESPE pelos principais veículos de comunicação do Estado, as consultas que foram divulgadas até agora sobre a disputa pelo governo da Paraíba têm sofrido questionamentos de todos os lados. Representante de uma candidato a deputado estadual pelo Partido da Pátria Livre (PPL), o advogado Francisco Pereira foi autor das ações que resultaram na suspensão das seis pesquisas com suspeita de fraude.
Leia mais

MST ocupa fazenda com 20 mil hectares que diz pertencer a senador do PMDB

 

De acordo com o movimento, ação é a maior feita nos últimos dez anos no estado

 Trabalhadores sem terra ocuparam, na madrugada deste domingo (31), uma fazenda localizada entre as cidades goianas de Alexânia e Corumbá (GO), a cerca de 150 quilômetros de Brasília. Segundo o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), a propriedade tem cerca de 20 mil hectares e abriga a Agropecuária Santa Mônica, da qual o senador e candidato ao governo do Ceará, Eunício Oliveira (PMDB), é um dos donos. Um hectare corresponde aproximadamente às medidas de um campo de futebol oficial.

Na declaração de bens que entregou ao Tribunal Superior Eleitoral, o senador informou ser dono de uma fazenda chamada Santa Mônica, em Alexânia, além de vários imóveis rurais no interior de Goiás. A Agência Brasil entrou em contato com a assessoria do parlamentar, que informou que ainda não conseguiu conversar com Oliveira, que está fazendo campanha no Ceará, e que vai divulgar uma nota sobre o assunto assim que conseguir mais informações.

De acordo com o MST, a ação dessa madrugada é a maior feita pelo movimento em Goiás nos últimos dez anos. O movimento garante que ao menos 3 mil famílias participam da ocupação.

Ainda de acordo com o movimento, a iniciativa visa a alertar a sociedade para o fato de que a maior parte dos deputados e senadores da atual legislatura representa os interesses dos grandes produtores rurais, em detrimento dos produtores familiares e trabalhadores do campo.


Agência Brasil
Leia mais

País tem que investir o dobro para levar água e esgoto a todos os brasileiros

Estudo entregue a presidenciáveis mostra que é preciso dobrar verba de saneamento para universalização
Moradores sofrem com problemas de falta de saneamento básico na localidade de Sol Nascente, a 30 km de Brasília - Jorge William / Agência O Globo
BRASÍLIA — Estudo da Confederação Nacional da Indústria (CNI) entregue aos presidenciáveis e ainda inédito mostra que o país precisará investir cerca de R$ 274,8 bilhões até 2033 para resolver o déficit de saneamento. O valor é o aporte necessário para atingir as metas de universalização traçadas para um período de 20 anos pelo Plano Nacional de Saneamento Básico (Plansab). No ritmo atual de investimentos, nas contas da confederação, a universalização ocorreria em 50 anos.
 
Os cálculos da CNI consideram a média de investimentos para a ampliação da capacidade de água e esgoto realizados nos últimos anos e a projeção da população para 2033. Segundo o estudo, em 2011 foram investidos R$ 9,2 bilhões nessas duas modalidades do setor de saneamento, na soma dos aportes realizados por operadores, estados e municípios. A CNI destacou que, entre 1995 e 2011, a média anual foi de R$ 6,3 bilhões. Entre 2012 e 2022, seriam necessários investimentos anuais da ordem de R$ 136,3 bilhões (média de R$ 12,4 bilhões anuais) para alcançar as metas estabelecidas no Plansab. Entre 2023 e 2033, o valor seria de R$ 138,5 bilhões (média de R$ 12,6 bilhões anuais). O estudo da CNI não engloba os dados do Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento (SNIS) de 2012, que foram divulgados este ano e mostram investimento de R$ 9,7 bilhões nos serviços de água e esgoto naquele ano. Desse valor, 90% foram aportados por prestadores de serviços, 6,4% por estados e 3,6% por municípios.
 
— O ritmo atual de investimentos precisa ser acelerado para que sejam cumpridas as metas de universalização do Plansab. Nos últimos anos, tem havido aumento nos aportes, mas é preciso investir mais de R$ 12 bilhões anuais, em média, para que a meta seja cumprida — disse Ilana Ferreira, analista de Políticas e Indústria da CNI.
 
HOJE, APENAS 37,5% DOS ESGOTO É TRATADO
 
Ilana destacou a importância do fortalecimento das parcerias entre os setores público e privado para ampliar o investimento em saneamento. A CNI também defende a desoneração de investimentos, como forma de reduzir o custo tributário de aportes para ampliação da capacidade de distribuição de água e coleta e tratamento de esgoto.
 
— A racionalização da tributação poderia ser conquistada com a mudança no cálculo do PIS/Cofins na cadeia produtiva, gerando créditos que poderiam ser abatidos quando esses recursos fossem integralmente aplicados em investimentos no setor — disse a analista.
 
De acordo com dados reunidos pela CNI, ainda hoje, apenas 37,5% de todo o esgoto gerado no país é tratado. Anualmente, 5,8 bilhões de metros cúbicos de esgoto são despejados sem tratamento diretamente na natureza. O problema relacionado à coleta e ao tratamento de esgoto atinge famílias como a da dona de casa Luciana Pereira dos Santos, de 37 anos. Desempregada, ela mora com os seus três filhos, que têm entre 9 e 13 anos, em um lote com piso de chão batido na região conhecida como Sol Nascente, a 30 quilômetros de Brasília. Luciana tem água encanada, mas não conta com rede de esgoto e vê o caminhão de lixo passar duas vezes por semana. A rua de Luciana, sem asfaltamento, tem lixo e esgoto a céu aberto. Em sua casa, os dejetos são direcionados a uma fossa construída no quintal e o mau cheiro é comum.
 
— Eu tento diminuir o mau cheiro com água sanitária, é muito ruim. Já vi muitas crianças da rua doentes, com virose, e casos de dengue — relatou.
Publicidade

Moradora da mesma região, a dona de casa Rayane Caroly, de 27, enfrenta problemas semelhantes. Vive no Sol Nascente com o marido e quatro filhos. Pelo menos duas vezes por ano, precisa pagar cerca de R$ 100 para limparem a fossa de sua casa.
 
— Tem também o lixo. Agora, em período de eleição, o caminhão vem mais. Mas, antes, ficávamos uma semana com lixo na rua — disse.
 
Procurado, o Ministério das Cidades afirmou que o estudo é de responsabilidade de seus autores e que, embora respeite, não comenta levantamentos de terceiros sobre saneamento nem entra no seu mérito. O ministério ressaltou, no entanto, que, de acordo com o Plansab, a estimativa de investimentos para alcance das metas em todas as modalidades de saneamento é de R$ 508,4 bilhões entre 2014 e 2033. Somente nas modalidades de água e esgoto, que são o foco do trabalho da CNI, os investimentos previstos para o período são de R$ 304 bilhões. “Cabe ressaltar que os investimentos previstos para o período são progressivamente crescentes e que os valores e metas do Plansab foram objeto de amplas discussões que envolveram profunda participação da sociedade brasileira e de setores organizados da área de saneamento do país”, informou o ministério, que observou que as metas dos Plansab foram aprovadas por quatro conselhos nacionais.
 
O ministério destacou que, em 2012, o índice médio nacional de tratamento dos esgotos gerados chegou a 39,1%. O índice médio nacional de atendimento por rede de distribuição de água da população urbana foi de 93,2% e da população total, de 82,7%. Em relação à coleta de esgoto por rede, o índice médio nacional da população urbana foi de 56,1% e, para a população total, de 48,3 %. Já o índice médio nacional de perdas de água na distribuição foi de 36,9%, com viés de queda nos últimos anos, ressaltou o Ministério das Cidades.
 
EMPRESAS PEDEM DESONERAÇÃO
 
O presidente da Associação Brasileira das Empresas Estaduais de Saneamento (Aesbe), Roberto Cavalcanti Tavares, destacou a importância de um plano para melhorar o saneamento. Mas considerou que o governo precisa não apenas oferecer mais segurança jurídica para as empresas e para os investidores, como também desburocratizar o modelo de financiamento do setor. Ele defendeu ainda a desoneração e o estímulo à participação do capital privado nesse segmento.
 
— A exigência é para que apresentemos eficiência de empresa privada, mas temos que carregar a cruz da Lei de Licitações de 1993, que não nos garante adquirir melhor serviço, qualidade e agilidade — criticou.
 
AS PROPOSTAS DOS CANDIDATOS
 
Dilma: A presidente afirma que o índice de tratamento de esgoto cresceu 19% desde 2002 e que os investimentos cresceram de R$ 998 milhões em 2002 para R$ 10,3 bilhões em 2013. O programa coloca como meta “perseguir a universalização do abastecimento da água tratada e a expansão em todo o território nacional do esgotamento sanitário e do seu tratamento”. E diz que o detalhamento das propostas será feito posteriormente por grupos temáticos.
Marina: A candidata do PSB aponta parcerias com a iniciativa privada como um caminho para combater os problemas na área. “A flexibilização das normas, com controle social, deve ser considerada em nome de inúmeros benefícios a toda a sociedade brasileira”, diz trecho do programa apresentado na sexta-feira passada. O plano de governo fala ainda em ampliar investimentos e mantê-los em ritmo constante e progressivo, melhorar a gestão e incentivar estudos para melhoria das técnicas de tratamento de esgoto.
Aécio: O candidato tucano propõe incentivar o financiamento da reestruturação das empresas que operam na área, além de criar condições para que prestadores de serviço utilizem novas formas de contração, como Parcerias Público-Privadas. Defende a desburocratização. Também propõe o incentivo à criação de consórcios pelos municípios e ao reuso da água para irrigação e fins industriais.(Colaborou Eduardo Bresciani)oglobo
Leia mais

Caminhadas, panfletagens e reuniões marcam agenda de candidatos a governador

Os postulantes ao Palácio da Redenção também gravam para o guia eleitoral, fazem visitas e cumprem agenda parlamentar em Brasília.     
 
candidatos
Os candidatos a governador participam de caminhadas, panfletagens e reuniões nesta segunda-feira (1º). Confira a agenda dos postulantes ao Palácio da Redenção.

Antônio Radical (PSTU) – pela manhã, participa de atividade da Promotoria do Meio Ambiente e Patrimônio Social de João Pessoa. À tarde, concede entrevista a uma emissora de rádio. À noite, se reúne com a coordenação de campanha.

Cássio Cunha Lima (PSDB) – cumpre agenda parlamentar no Senado Federal.

Major Fábio (PROS) – pela manhã, se reúne com a coordenação de campanha. À tarde, grava para o guia eleitoral. À noite, tem encontro com entidades médicas.
 
Ricardo Coutinho (PSB) – faz caminhadas nas comunidades São Rafael e Hildon Bandeira e no bairro Valentina Figueiredo.

Tárcio Teixeira (PSOL) – pela manhã, participa do lançamento da campanha de Prevenção do Meio Ambiente, atividade organizada pela Promotoria do Meio Ambiente. À tarde, se reúne com a coordenação de campanha. À noite, visita curso de Serviço Social da UFPB e faz panfletagem nas proximidades.

Vital do Rêgo Filho (PMDB) – não enviou a agenda.
Leia mais
 
FALA PREFEITO | Layout: Lenildo Ferreira Consultoria em Comunicação Contato © Blog de responsabilidade do radialista Edson Pereira